História e Descrição

A Associação Internacional de Economia Aplicada ASEPELT é uma associação sem fins lucrativos que reúne investigadores, docentes e profissionais, e também instituições interessadas no trabalho científico ou na sua promoção. Constituída em Madrid, na sede do INE, em 1986, como resultado do desejo de uma vintena de economistas dedicados ao estudo da Economia Aplicada, os seus Estatutos foram aprovados na Assembleia celebrada em Barcelona, em 1987. A sua denominação deriva de “Association Scientifique Européenne pour la Prévision Economique à Moyen et Long Terme”, da que nasceu, historicamente, como capítulo espanhol.  Atualmente, formam parte da Associação os sócios individuais pertencentes de diversas Universidades espanholas e estrangeiras, de outros organismos públicos e privados, de empresas e de associações sem fins lucrativos. De igual modo, a Associação conta com uma nutrida representação de sócios institucionais, entre os quais se encontram diversos centros e departamentos universitários, para além de outras instituições públicas e privadas.

 

A Associação tem como objeto “organizar, promover e favorecer trabalhos originais de carácter científico do âmbito da Economia Aplicada”, com o propósito de contribuir de forma positiva para o seu aperfeiçoamento e desenvolvimento, como um lugar de encontro de diferentes tradições metodológicas no âmbito da Ciência Económica, que partilham a preocupação pelos problemas reais e a procura de soluções para os mesmos. Neste sentido, é importante destacar que, entre os seus membros, se encontram especialistas de diversas disciplinas, como a Economia Espanhola, Estatística, Econometria, Política Económica, Sector Público, Economia Internacional, Matemática, Economia Regional, etc., bem como profissionais vinculados à atividade económica e financeira.  Tudo isto permite, indubitavelmente, uma riqueza de nuances e possibilidades de utilidade social indiscutível.

 

De acordo com o objeto indicado, as atividades de ASEPELT estão orientadas para a promoção do progresso científico no âmbito da Economia Aplicada, fomentando o intercâmbio entre os sócios, incluindo publicações e reuniões científicas diversas. Chamamos especialmente a atenção para a revista quadrimestral Estudios de Economía Aplicada, em edição impressa e eletrónica, de carácter internacional, que chega a Universidades de toda Espanha e a países latino-americanos, europeus, etc.; contando com um Conselho Editor cujos membros pertencem a instituições prestigiosas de Europa, América e Ásia. A ASEPELT também celebra um Congresso Anual onde se debatem e estudam diferentes temas atuais do seu âmbito disciplinar, cujas implicações, obviamente, afetam a todos os âmbitos da vida económica e social, incluindo o mundo financeiro, o desenvolvimento económico, relações económicas internacionais, atividade produtiva, família, consumo, bem-estar social, etc. O apoio a investigadores jovens no âmbito da Economia Aplicada é uma das nossas preocupações permanentes.

 

Atualmente, a ASEPELT mantém um conjunto de prioridades, de entre as quais se destacam a qualidade do trabalho científico, o reforço da presença social da Associação e a preocupação pelos problemas imediatos, a promoção das relações com outras associações científicas, e também visa prestar uma atenção preferente a América Latina.

 

Os últimos congressos da ASEPELT foram celebrados em Covilhã (Portugal, 2009), Alicante (2010), Santander (2011), Madrid (2012), Zaragoza (2013), Málaga (2014), Cuenca (2015), Valencia (2016), Lisboa (Portugal, 2017) e Huelva (2018).

 

Os livros de atas do Congresso são publicados, uma vez editados, em formato PDF, sendo estes posteriormente distribuídos pelos participantes no momento da acreditação e também através da página web do Congresso e da associação (www.asepelt.org).

 

Adicionalmente, é publicado um número monográfico da revista Estudios de Economia Aplicada com os discursos e os melhores trabalhos relacionados com a temática específica do lema do Congresso.  Na edição de 2019, a temática específica do Congresso enfocar-se-á na “Economia Azul”, à que se dedicará sessões plenárias e várias sessões paralelas de comunicações.

 

O número de comunicantes e oradores previsto é de 150 investigadores.  Estes apresentarão os seus trabalhos num total de três sessões plenárias, mesas redondas e dezoito sessões paralelas para a exposição dos grupos de comunicação e trabalhos  agrupados  por  áreas temáticas.  Assim, disponibilizar-se-ão espaços para a exposição pública de pósteres/painéis com trabalhos de investigadores jovens. Por fim, conceder-se-á o Prémio “Bernardo Pena Trapero” a investigadores novéis participantes no Congresso.

 

O Congresso realizar-se-á nos dias 19 e 23 de junho de 2019 no auditório de A Fundación de Vigo, embora algumas atividades possam ser realizadas na Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais da Universidade de Vigo.